Newsletter

Autenticação
Sala PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
sala1
 
 
A sala do teatro é profusamente decorada com pintura em toda a extensão do tecto, que forma gamela, e em toda a superfície da boca de cena, sendo esta fechada com uma tela que reproduz a Casa da Botica, uma das mais antigas da vila. Nas áreas inclinadas do tecto existem quadros pintados sobre o estuque. As portas e rodapés em madeira são pintadas em fingimento de madeira.
Com a recuperação, as principais nuances que marcam, e simultaneamente distinguem o edifício em termos de funcionalidade, advêm-lhe pelo redimensionamento dos espaços.
São mantidas as principais referências arquitectónicas e estruturais, valorizando-se os aspectos decorativos em detrimento de uma maior funcionalidade e adequação a novos conceitos e valias tecnológicas, compensando na transformação interna do espaço de palco, camarins, luz e som.
Os motivos decorativos, de estuque trabalhado e frescos pintados nas paredes e tectos, a abertura da boca-de-cena fortemente raiada pela sua exuberância (que se estende ao seu pano, um óleo sobre tela de mais de 20 m2, com motivos locais) são respeitados em rigor. Já as pequenas alterações introduzidas com o objectivo de criar novas valias e vincar soluções técnicas são feitos em respeito pela unidade do conjunto.

Na recuperação do Theatro Club, foram respeitadas as características seculares a par da tradição local, iniciando-se com o século XXI uma nova etapa na sua dinamização artística e cultural, a qual se espera vá ao encontro das sensibilidades e interesses das populações, devidamente enquadrados por uma estratégia mais abrangente e institucional.
 
 
Faixa publicitária